Notas

Fotos Planetinha e 360° – Como fazemos!

Uma das coisas que mais chama a atenção pra gente é a quantidade de pessoas que nos pergunta sobre como fazer a foto 360° ou dos Planetinhas (TinyPlanet) como aqueles planetas que o Pequeno Príncipe visita em sua jornada de descobertas… Aí embaixo a foto que fizemos de Providência (uma ilha colombiana que fica mais perto da Nicarágua do que de qualquer outra coisa) Então vamos lá!

FB_IMG_1453247354561.jpg

Continuar lendo Fotos Planetinha e 360° – Como fazemos!

Anúncios

“Maidentrip”

O filme retrata a trajetória de uma menina de 14 anos que decidiu dar a volta ao mundo velejando, sem auxílio de adultos. Conforme a história vai se desenrolando, vemos o quanto isso seria desnecessário, pela maturidade demonstrada por Laura Dekker, além da experiência acumulada ao longo de toda infância na arte de velejar.

O documentário mostra toda a batalha judicial enfrentada por sua família para que Laura pudesse realizar seu sonho (uma vez que ele implicava também o abandono da escola). A garota realiza todas as filmagens sozinha, registrando momentos difíceis, como contornar o Cabo da Boa Esperança em meio a fortes tempestades e enfrentar perigosos trechos de recifes e corais.

Continuar lendo “Maidentrip”

“Transpatagônia”

Já havia me interessado muito por este filme ao ler o relato do viajante Guilherme Cavallari pela Patagônia chilena e argentina. O livro homônimo – com o subtítulo “Pumas não comem ciclistas” – é extremamente delicado, profundo, pontuado de reflexões sobre o ato de viajar e como mochilões podem ser uma metáfora da nossa curta existência sobre a Terra.

Para meu alívio (e de quem mais se apaixonou pelo livro),  Continuar lendo “Transpatagônia”

“Os 33”

Os 33 (filme de 2015)

Este é não apenas um filme baseado em fatos reais, mas também uma obra cujo contrato foi assinado no calor do momento: pelo mesmo cano usado para receber água e comida, os mineiros receberam a proposta de Hollywood (que comprou todos os direitos dessas histórias de vida para sempre).

Como se já não bastasse essa apropriação da tragédia, o filme é o típico retrato estadunidense sobre o restante da América: bota o Antonio Banderas, o Rodrigo Santoro e mais alguns atores latinos… para falarem inglês. Por que a preocupação, então, de buscar atores do lado sul da América? Porque eles têm “cara” de latinos?

Continuar lendo “Os 33”

“Hector e a busca pela felicidade”

 O filme mostra um psicanalista que decide viajar para descobrir o que o faz feliz – e para que, de posse dessa informação, possa compartilhá-la com seus pacientes depressivos e paranoicos. Assim, Hector abandona uma rotina muito estável e aparentemente feliz para percorrer terras de Oriente e Ocidente.

Continuar lendo “Hector e a busca pela felicidade”

Índia – Um olhar amoroso

Índia – Um olhar amoroso (Jean-Claude Carriére)

O livro é um mix entre dicionário temático, guia de viagem e caderno de anotações diversas. Ao final, ainda que a leitura acabe por ser um tanto superficial, não podemos negar que a obra é uma bela introdução a um país tão múltiplo. Jean-Claude não minimiza seu objeto de estudo em nenhum momento: um livro de quase 500 páginas, como o seu, não pode pretender ir além de uma breve descrição sobre um lugar culturalmente tão rico.

5d561e5c8d3bf78443af18548ced564fdeae6f6a

Continuar lendo Índia – Um olhar amoroso

“Onde está a felicidade?”

Coprodução brasileira e espanhola, o longa “Onde está a felicidade?” é uma divertida comédia romântica que não se abstém, contudo, de trabalhar (ainda que de modo leve e divertido) com temáticas mais profundas. Estrelado pela sumida Bruna Lombardi, o filme conta com boas atuações, trilha sonora fantástica para quem curte um som latino-americano e uma maneira diferenciada de narrar a história.

Continuar lendo “Onde está a felicidade?”

“Contracorriente”

O cenário escolhido é sensacional e ajuda a desmitificar as ideias preconcebidas em torno da Colômbia – que se mostra rica em paisagens e cultura, além de ser capaz de produzir um filme delicado e profundo como este. O tom de realismo mágico da narrativa, que não segue os padrões convencionais, é outro charme da produção.

Continuar lendo “Contracorriente”

“Getting Home”

SINOPSE: Um trabalhador de construção que viaja através do sul da China para trazer o corpo de seu melhor amigo de volta para casa para ser enterrado.

Resenha: Em nome de uma promessa, um operário decide levar o corpo do amigo para ser enterrado segundo as tradições. Enquanto percorre a China inteira com o cadáver a tiracolo, o protagonista vai passando por situações cada vez mais inusitadas, que põe em xeque a sua humanidade e a daqueles que o rodeiam.

É uma bela obra sobre a amizade e os melhores sentimentos que podem viver em cada um de nós.

#cin&mochila