Como montar um roteiro?

Como fazemos para mochilar sem agências? E por que preferimos passar perrengue a comprar um pacote turístico? – Essas são duas perguntas que escutamos constantemente e que vamos tentar responder aqui.

Continuar lendo Como montar um roteiro?

Anúncios

3 Fronteiras – Parte 3: Argentina

Puerto Iguazú além das Cataratas

Na terceira e última parte do post sobre a Tríplice Fronteira vamos desembarcar na Argentina! Mas se prepare: o país passou e ainda passa por momentos extremamente turbulentos na economia e embora possua uma infraestrutura muito boa, a inflação faz que seja bem difícil planejar os gastos, causando uma ilusão de que sua moeda muito desvalorizada possa ser algo vantajoso para nós, brasileiros (economia igualmente tempestuosa). Na época, achamos tudo absurdamente caro.

Continuar lendo 3 Fronteiras – Parte 3: Argentina

3 Fronteiras – Parte 2: Brasil

Na segunda parte do post sobre a Tríplice Fronteira entre Argentina, Brasil e Paraguai, vamos falar do lado brasileiro (Foz do Iguaçu), que possui coisas a ver e fazer de todos os tipos. Opções pra quem curte muita natureza, paz e diversão e outras que ainda podem ser um reduto de culturas diferentes para lembrarmos sempre que o mundo é cheio de gente que pensa diferente de nós.

Foz e seus atrativos

Continuar lendo 3 Fronteiras – Parte 2: Brasil

3 Fronteiras – Parte 1: Paraguai

A região da Tríplice Fronteira conta com lugares impressionantes e muita… muita água! Fizemos então um roteiro do que seria o ideal (quando fomos demos muitas voltas, idas e vindas…).

Comece por… Paraguai!

Por que começar o roteiro das cataratas pelo Paraguai? Porque lá está o Salto del Monday, uma cachoeira linda, de fácil acesso e barata! Claro que é muito menor do que as Cataratas… mas é uma ótima opção para perder o medo de fazer turismo no Paraguai, que é sim um país com muita coisa a oferecer. E para quem está em família e sem grana para ver as Cataratas, é uma opção!

Continuar lendo 3 Fronteiras – Parte 1: Paraguai

“Os 33”

Os 33 (filme de 2015)

Este é não apenas um filme baseado em fatos reais, mas também uma obra cujo contrato foi assinado no calor do momento: pelo mesmo cano usado para receber água e comida, os mineiros receberam a proposta de Hollywood (que comprou todos os direitos dessas histórias de vida para sempre).

Como se já não bastasse essa apropriação da tragédia, o filme é o típico retrato estadunidense sobre o restante da América: bota o Antonio Banderas, o Rodrigo Santoro e mais alguns atores latinos… para falarem inglês. Por que a preocupação, então, de buscar atores do lado sul da América? Porque eles têm “cara” de latinos?

Continuar lendo “Os 33”

Atibaia! Sejam bem-vindos!

Fazer posts sobre os lugares para onde se viaja nem é dos trabalhos mais difíceis… mas e sobre o lugar onde vivemos? É preciso primeiramente curtir onde se vive e tentar conhecer ao máximo cada lugar! Claro que quem mora em megacidades tem uma tarefa mais fácil em relação à variedade e ao mesmo tempo mais difícil em relação à quantidade, mas estamos falando de Atibaia, cidade a 70 km de São Paulo, com população de cerca de 200 mil habitantes.
Continuar lendo Atibaia! Sejam bem-vindos!

Bogotá

A capital da Colômbia tem uma certa semelhança com algumas cidades brasileiras como São Paulo. Superpovoada, tem contrastes gritantes entre o novo e o velho no centro da cidade. Até nos problemas sociais se assemelha muito com algumas cidades daqui… Quem a for visitar, faça uma visita ao bairro da Candelária e curta a parte artística e histórica da cidade.

Continuar lendo Bogotá

Huaraz – O Peru que poucos conhecem

Huaraz é um lugar até que pouco visitado por brasileiros no Peru. Aliás, os peruanos reclamam que os turistas brasileiros e japoneses só vão para Machu Picchu ou, no máximo, até Nazca. Alegam que os outros locais são desconhecidos, perigosos ou que não valem a pena. Bom… isso é o que vamos ver!


Acreditem… a região de Huaraz é tão bonita e pode impressionar até mais que as ruínas incas do vale sagrado dependendo de onde e como se vai. A própria cidade de Huaraz já é agradável e lá se respira um baita ar das montanhas (é alto!).

Continuar lendo Huaraz – O Peru que poucos conhecem

Sucre, a capital da Bolívia

Sim, você não leu errado! É que pouca gente fala, mas Sucre é a capital constitucional da Bolívia, além de ser a 5ª cidade mais populosa do país: aproximadamente 200 mil habitantes. Com este número dá pra se ter uma ideia de como o Brasil tem grandezas continentais, comparando-se as populações de cada um.

Em nossa aventura viemos parar por aqui no improviso (o Dakar nos forçou a mudar a rota). E, apesar de termos passado momentos estranhos por aqui, podemos dizer que é uma cidade bonita e aconchegante. Foi uma grata surpresa!

Continuar lendo Sucre, a capital da Bolívia