Arquivo da categoria: Filmes

Rita – Série dinamarquesa

A DINAMARCA É AQUI. Esta série dinamarquesa deu as caras no Netflix há pouco tempo e os comentários são muito bons por lá. A série tem coisas muito legais mesmo… mas antes gostaria de falar sobre o título do post e porque ele está aqui no Dandoumpulo.

Continuar lendo Rita – Série dinamarquesa

Anúncios

Nostalgia da Luz – Doc. Chileno

Este documentário me parece uma parada obrigatória para todos aqueles que já foram ou irão ou querem saber mais sobre o Deserto do Atacama. Ele vai muito além da geografia e da astronomia envolvidos neste lugar mágico, que aqui, se torna um tanto trágico.

“Gostaria que os telescópios pudessem, além de ver o passado do universo, ver também o passado deste deserto”

Continuar lendo Nostalgia da Luz – Doc. Chileno

“A Escalada” – Filme Francês

Você pode ter visto recentemente a aparição de um filme chamado “A Escalada” pela internet. Pois bem, “L’ascension” é um daqueles filmes baseados em fatos reais. O fato real é a de um francês que parte para uma jornada de subir o Everest sem nenhuma experiência. A história é a de alguém que fará isso para conquistar um amor… Venha entender esse rolo e ver o que é fato e o que é ficção aqui…!

xK3tcBWRFMmHgBa9ssFzsMXO3wr
Johnny e Samy

Continuar lendo “A Escalada” – Filme Francês

“Maidentrip”

O filme retrata a trajetória de uma menina de 14 anos que decidiu dar a volta ao mundo velejando, sem auxílio de adultos. Conforme a história vai se desenrolando, vemos o quanto isso seria desnecessário, pela maturidade demonstrada por Laura Dekker, além da experiência acumulada ao longo de toda infância na arte de velejar.

O documentário mostra toda a batalha judicial enfrentada por sua família para que Laura pudesse realizar seu sonho (uma vez que ele implicava também o abandono da escola). A garota realiza todas as filmagens sozinha, registrando momentos difíceis, como contornar o Cabo da Boa Esperança em meio a fortes tempestades e enfrentar perigosos trechos de recifes e corais.

Continuar lendo “Maidentrip”

“Transpatagônia”

Já havia me interessado muito por este filme ao ler o relato do viajante Guilherme Cavallari pela Patagônia chilena e argentina. O livro homônimo – com o subtítulo “Pumas não comem ciclistas” – é extremamente delicado, profundo, pontuado de reflexões sobre o ato de viajar e como mochilões podem ser uma metáfora da nossa curta existência sobre a Terra.

Para meu alívio (e de quem mais se apaixonou pelo livro),  Continuar lendo “Transpatagônia”

“Os 33”

Os 33 (filme de 2015)

Este é não apenas um filme baseado em fatos reais, mas também uma obra cujo contrato foi assinado no calor do momento: pelo mesmo cano usado para receber água e comida, os mineiros receberam a proposta de Hollywood (que comprou todos os direitos dessas histórias de vida para sempre).

Como se já não bastasse essa apropriação da tragédia, o filme é o típico retrato estadunidense sobre o restante da América: bota o Antonio Banderas, o Rodrigo Santoro e mais alguns atores latinos… para falarem inglês. Por que a preocupação, então, de buscar atores do lado sul da América? Porque eles têm “cara” de latinos?

Continuar lendo “Os 33”

“Hector e a busca pela felicidade”

 O filme mostra um psicanalista que decide viajar para descobrir o que o faz feliz – e para que, de posse dessa informação, possa compartilhá-la com seus pacientes depressivos e paranoicos. Assim, Hector abandona uma rotina muito estável e aparentemente feliz para percorrer terras de Oriente e Ocidente.

Continuar lendo “Hector e a busca pela felicidade”

“Onde está a felicidade?”

Coprodução brasileira e espanhola, o longa “Onde está a felicidade?” é uma divertida comédia romântica que não se abstém, contudo, de trabalhar (ainda que de modo leve e divertido) com temáticas mais profundas. Estrelado pela sumida Bruna Lombardi, o filme conta com boas atuações, trilha sonora fantástica para quem curte um som latino-americano e uma maneira diferenciada de narrar a história.

Continuar lendo “Onde está a felicidade?”

“Contracorriente”

O cenário escolhido é sensacional e ajuda a desmitificar as ideias preconcebidas em torno da Colômbia – que se mostra rica em paisagens e cultura, além de ser capaz de produzir um filme delicado e profundo como este. O tom de realismo mágico da narrativa, que não segue os padrões convencionais, é outro charme da produção.

Continuar lendo “Contracorriente”