“A Escalada” – Filme Francês

Você pode ter visto recentemente a aparição de um filme chamado “A Escalada” pela internet. Pois bem, “L’ascension” é um daqueles filmes baseados em fatos reais. O fato real é a de um francês que parte para uma jornada de subir o Everest sem nenhuma experiência. A história é a de alguém que fará isso para conquistar um amor… Venha entender esse rolo e ver o que é fato e o que é ficção aqui…!

xK3tcBWRFMmHgBa9ssFzsMXO3wr
Johnny e Samy

A sinopse é esta mesmo. Samy é um francês negro que mora no subúrbio, Setor 93, e vive encantado por sua linda amiga de infância, Nádia. Sem dar segurança a moça que gosta dele mas não demonstra e que teme por sua instabilidade econômica, Samy faz uma promessa maluca de subir o Everest para conquistar o amor de Nádia, ou… um beijo.

O filme é bem conduzido e tem muitas cenas engraçadas, algumas tensas e uma fotografia que é difícil não ser bonita com a região nepalense do Everest. Aqui cabe um elogio pessoal ao filme, pois o Everest muitas vezes é tratado quase como um “tubarão” dos cinemas. Uma montanha com vontade própria que se faz de durona pra ver quem é durão o bastante para trepar nela. Essa visão muito estadunidense fica fora do filme e a montanha é tratada como um lugar perigoso, muito bonito e imponente, como uma natureza pura e sem ‘humanizações’.

A direção peca em algumas ‘acelerações’ inúteis no final, podendo explorar muito melhor o desfecho e trabalhar melhor a relação entre Jeff (alpinista que o ajudou) e Samy. Talvez por questões de tempo ou de recursos o filme acaba deixando superficial algumas deixas dos personagens e isso tira um pouco a graça da ficção.

Por outro lado, o trabalho feito para mostrar a região, os acampamentos e principalmente Johnny (xerpa que ajuda Samy) dão uma boa relação para quem assiste. Uma sensação de empatia e de proximidade, como se estivéssemos caminhando juntos. Ah… sobre o Johnny, sem dúvidas, é o personagem mais cativante e bonito do filme.

Agora vamos falar sobre o que é fato e o que foi invenção no filme, não haverá spoilers mas talvez seja legal você ler depois de assistir:

  • Samy representa Nadir Dendoune, um francês-argelino não negro. Ué, você estranhou um negro representar um cara que na real é branco? Espero que você não tenha feito parte do boicote do Star Wars VII por que os personagens principais eram uma mulher e um negro. O fato de Samy ser representado por um comediante negro francês trouxe um certo tempero ao filme, é óbvio, mas esse fato marca uma das cenas mais bonitas do filme, logo que ele conversa com Johnny no quarto.
  • Nadir Dendoune (o cara da real) não era o ‘zero a esquerda’ representado por Samy. Na vida real ele já havia atravessado uma porção da Austrália (3mil km) de bike e viajado pelo mundo em uma campanha internacional da cruz vermelha. Foi ao Iraque também convidado pelo Le Monde e chegou até a ser preso por ser pego tirando fotos de uma estação de tratamento de água em Bagdá.
  • Ele tem um livro onde conta sua empreitada ao Everest: “Un tocard sur le toit du monde”, pelo que vi só disponível em francês.
  • Ele não subiu pra conquistar a crush dele… Em uma fala de Nadir, ele diz que a adaptação dos cinemas o coloca subindo pelo amor de uma mulher, mas diz que realmente havia um amor por uma mulher: sua mãe.
  • Sim. Ele realmente subiu o Everest sem nenhuma experiência. Também foi o primeiro franco-argelino a realizar essa subida.
  • A foto com o coração e o número 93 é real.
  • Nadir é um cara que gosta de lutar por causas que acha importante e antes de subir já realizava encontros educativos entre judeus e muçulmanos nas proximidades de onde morava na França. Depois da subida, foi convidado para comentar algumas coisas sobre o Everest no Canal+… alguns dizem que foi censurado por estar com uma camiseta escrita: “Palestina”.
  • Sobre Johnny, só lendo o livro pra saber sobre esta lenda!

É claro que o filme se baseia em algumas coisas e em outras inventa histórias. Não há problemas nisso. Inventar histórias é uma das coisas mais divertidas do mundo e no caso de “A Escalada” também não houve problemas. Nadir participou do processo e adorou a escolha de Ahmed Sylla (comediante francês) para o papel principal e de Alice Belaïdi para o de Nadja.

Pessoalmente eu acredito que o filme poderia ter absorvido e explorado melhor questões pela qual Nadir luta e já lutou, não veria problemas em trabalhar isso dentro da mesma sacada do filme, mas por algum motivo (talvez anti-polêmicas) deixaram de fora.

Se vale a pena assistir? Claro! Mas não espere o filme da sua vida ou um vencedor de vários prêmios cinematográficos… O filme é divertido e tem uma história que prende, além da bela fotografia e o Johnny é claro (não o Hallyday). Mas não é um filme desgraça, nem um filme que se preocupa com questões muito técnicas de escalada ou dos desafios do Himalaia. Aliás, nesse ponto ele se parece muito com outro filme que já comentamos aqui: Walter Mitty – ele também é baseado num livro, tem uma história modificada e interessante e não se prende muito aos desafios reais e técnicos. A mensagem? Ah… é aquela de sempre acredite você ou não: “corra atrás dos seus sonhos”.

Obs: Tem o filme inteiro dublado no YouTube! 😉

E aí? Assistiu ao filme? Leu o livro? O que achou? Nos recomenda algum outro? Já subiu o Everest? Nãooo, como assim? Então nos fale também, por quem subiria hahaha? Comentários, sugestões… deixa aí pra gente conversar! 😉

#cin&leituras #cin&mochila

9 comentários em ““A Escalada” – Filme Francês”

  1. Adorei a reportagem, fiquei incrédula ao chegar no final do filme e ver que era baseado em fatos. Entrei na página pra saber a real história e de novo fiquei incrédula em saber que um ator preto interpretou um cara cara branco, simplesmente sensacional… Por mais atores negros de destaque simmmmm.
    Obrigada!

    E eu não escalei o Monte Everest… Foi mallll😁

    Curtido por 1 pessoa

    1. Pois é!!! Porém, talvez na Europa, ainda hoje um argelino, independente da cor da pele, dificilmente será considerado branco. Mas ver o ator negro dando vida ao fato real é além de inesperado, muito agradável.

      Mas não se sinta triste… nós também ainda não subimos o Everest! haha!!!

      Curtir

  2. Esse filme foi sensacional para mim. Fiquei esperando ler sobre o Jhonny, que pra mim, foi o melhor, e nem o filme, nem o texto aqui me trouxeram relatos mais detalhados…Preciso desse livro.hehe

    Curtir

  3. Acabamos de assistir o filme!!
    AMANOS!
    Todos os personagens são ótimos, MAS estou encantada pelo JONNY! Gostaria de saber mais sobre ele!! Parece ser uma pessoa de uma imensa ternura e um coração enorme!!

    Curtir

  4. Amei o filme e, claro, depois das informações finais saí pra pesquisar mais e cheguei até aqui. Gostei muito das tuas colocações. Foi como eu senti e vi. O Johny é realmente o melhor tempero do filme e o Ahmed desempenhou bem o papel dele. Acabei de ver em 12 de setembro de 2019. Abraços do Acre.

    Curtir

E aí, o que achou? Diz pra gente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s