Arquivo da tag: dandoumalida

A casa do céu (Amanda Lindhout)

Apesar de já saber, antes da leitura, que se tratava de um livro sobre o cativeiro de uma jornalista canadense na Somália, não fazia ideia de que iria encontrar, na obra, um relato de viagem tão fascinante.

9788581633039-1000x1353_q85_crop

Amanda Lindhout, nos primeiros capítulos, traça uma breve autobiografia, procurando entender (ao mesmo tempo que justifica para o leitor) de onde veio a sua vontade de conhecer o mundo. A autora volta à infância, cheia de traumas, para buscar as origens do seu escapismo: primeiro nas páginas da National Geographic e, após os primeiros empregos, em passagens de avião para destinos exóticos e surpreendentes. Continuar lendo A casa do céu (Amanda Lindhout)

Anúncios

Índia – Um olhar amoroso

Índia – Um olhar amoroso (Jean-Claude Carriére)

O livro é um mix entre dicionário temático, guia de viagem e caderno de anotações diversas. Ao final, ainda que a leitura acabe por ser um tanto superficial, não podemos negar que a obra é uma bela introdução a um país tão múltiplo. Jean-Claude não minimiza seu objeto de estudo em nenhum momento: um livro de quase 500 páginas, como o seu, não pode pretender ir além de uma breve descrição sobre um lugar culturalmente tão rico.

5d561e5c8d3bf78443af18548ced564fdeae6f6a

Continuar lendo Índia – Um olhar amoroso

“Chile – Guia do Turista Brasileiro”

“Chile – Guia do Turista Brasileiro”

 

Tudo é desvendado para o leitor que quer conhecer o Chile de ponta a ponta. Além de conter informações práticas de todo tipo – onde comer, onde dormir, o que visitar, como circular pelo país – o livro é rico em história e curiosidades.

padrc3a3o_chile

Continuar lendo “Chile – Guia do Turista Brasileiro”

“Santiago do Chile – Guia turístico descritivo” (Martha Medeiros)

Santiago do Chile – Martha Medeiros

Sinopse: Até pouco tempo, quando um brasileiro queria viajar para uma cidade latino-americana com charme internacional, pensava logo em Buenos Aires. Mas a capital portenha já não reina sozinha no roteiro dos descolados. Afastadas as nuvens pesadas da época da ditadura, vislumbra-se cosmopolitismo do outro lado da Cordilheira dos Andes: Santiago do Chile é a mais nova coqueluche turística.

818rsqpxsil

 

Continuar lendo “Santiago do Chile – Guia turístico descritivo” (Martha Medeiros)

“Pé na Estrada”

Pé na estrada (Jack Kerouac)

Se, por um lado, a temática do livro tinha tudo para me agradar (já que adoro relatos de viagens), por outro, alguns aspectos do modo de vida dos personagens principais não são exatamente parte da minha filosofia existencial (excesso de drogas, falta de planejamento nos roteiros, furtos, assaltos…).

No entanto, apesar de, quase sempre, odiar protagonistas que não têm objetivos ou metas na vida (como Holden Caulfield, de “O apanhador no campo de centeio”), é difícil não se deixar levar pelas traquinagens de Sal Paradise e Dean Moriarty. Ainda que eles roubem (inclusive carros), vagabundeiem, sejam por vezes agressivos ou deprimentes, são personagens que trazem um novo olhar para a realidade.

Continuar lendo “Pé na Estrada”

“Mão na lata e berro d’água” (um ensaio fotográfico sobre a obra de Jorge Amado)

Mão na lata e berro d´água (um ensaio fotográfico sobre a obra de Jorge Amado)
Ensaio de fotografias feito por alunos de um centro comunitário – jovens que, sem a oportunidade do estudo, talvez tivessem se convertido em novos capitães da areia. Algumas das fotos, realizadas com a técnica artesanal do pinhole, são de uma poética excepcional. São novas leituras de Salvador, capital da Bahia.
434596
Continuar lendo “Mão na lata e berro d’água” (um ensaio fotográfico sobre a obra de Jorge Amado)

“Heredarás un mar que no conoces y lenguas que no sabes”

Heredarás un mar que no conoces y una lengua que no sabes (Alfonso Barrera Verde)

 

Comprado nas minhas passagens pelas bandas do Equador, este livro foi meu ingresso no universo literário deste país. E pela força do título (Herdarás um mar que não conheces e línguas que não sabes) pressupõe-se a qualidade da obra.

O romance (novela?) retrata a história de três filhos de uma senhora de vida humilde, na periferia de Quito. O narrador é um viajante sem rotas definidas, que instala-se, como hóspede, na vila da matriarca, e acompanha o desenrolar das tramas familiares.
A linguagem utilizada é forte, por vezes de difícil compreensão, mas casa com a história, que não segue um ritmo linear e nem se compraz em acompanhar a vida de um só protagonista. Construída como uma grande alegoria da vida equatoriana, é uma boa apresentação ao país.
#dandoumalida

“ViajologoExisto – Vol. I”

Viajo logo existo – v.1

 O primeiro livro do casal que está rodando o mundo em seu carro, e administrando uma das páginas de turismo de maior sucesso no Brasil, é interessante e conta com boas fotos, ainda que não ofereça muitas informações sobre os locais visitados. No entanto, como, a princípio, a ideia era essa mesma – fazer um álbum fotográfico das viagens, antes do lançamento da aventura por escrito – o projeto continua sendo válido e informativo.

Continuar lendo “ViajologoExisto – Vol. I”

“Eu amo viajar” – 50 histórias de quem ama explorar o Brasil e o mundo

“Eu amo viajar” – 50 histórias de quem ama explorar o Brasil e o mundo
A coletânea de relatos de viagem é muito variada, organizada, lindamente diagramada… para os amantes de histórias de aventuras, é um prato cheio. O cuidado com cada página, as brincadeiras gráficas, as estampas divertidas… em suma, o  livro como um todo é convidativo.

Continuar lendo “Eu amo viajar” – 50 histórias de quem ama explorar o Brasil e o mundo