Arquivo da tag: dandoumalida

A casa do céu (Amanda Lindhout)

Apesar de já saber, antes da leitura, que se tratava de um livro sobre o cativeiro de uma jornalista canadense na Somália, não fazia ideia de que iria encontrar, na obra, um relato de viagem tão fascinante.

download

 

Amanda Lindhout, nos primeiros capítulos, traça uma breve autobiografia, procurando entender (ao mesmo tempo que justifica para o leitor) de onde veio a sua vontade de conhecer o mundo. A autora volta à infância, cheia de traumas, para buscar as origens do seu escapismo: primeiro nas páginas da National Geographic e, após os primeiros empregos, em passagens de avião para destinos exóticos e surpreendentes. Continuar lendo A casa do céu (Amanda Lindhout)

Anúncios

ÍNDIA – UM OLHAR AMOROSO (JEAN-CLAUDE CARRIÈRE)

Índia: um olhar amoroso (Jean-Claude Carrière)

O livro é um mix entre dicionário temático, guia de viagem e caderno de anotações diversas. Ao final, ainda que a leitura acabe por ser um tanto superficial, não podemos negar que a obra é uma bela introdução a um país tão múltiplo. Jean-Claude não minimiza seu objeto de estudo em nenhum momento: um livro de quase 500 páginas, como o seu, não pode pretender ir além de uma breve descrição sobre um lugar culturalmente tão rico.

download (1)

 

Continuar lendo ÍNDIA – UM OLHAR AMOROSO (JEAN-CLAUDE CARRIÈRE)

“Pé na Estrada”

Pé na estrada (Jack Kerouac)

Se, por um lado, a temática do livro tinha tudo para me agradar (já que adoro relatos de viagens), por outro, alguns aspectos do modo de vida dos personagens principais não são exatamente parte da minha filosofia existencial (excesso de drogas, falta de planejamento nos roteiros, furtos, assaltos…).

No entanto, apesar de, quase sempre, odiar protagonistas que não têm objetivos ou metas na vida (como Holden Caulfield, de “O apanhador no campo de centeio”), é difícil não se deixar levar pelas traquinagens de Sal Paradise e Dean Moriarty. Ainda que eles roubem (inclusive carros), vagabundeiem, sejam por vezes agressivos ou deprimentes, são personagens que trazem um novo olhar para a realidade.

5019838

Continuar lendo “Pé na Estrada”

“Eu amo viajar” – 50 histórias de quem ama explorar o Brasil e o mundo

“Eu amo viajar” – 50 histórias de quem ama explorar o Brasil e o mundo
A coletânea de relatos de viagem é muito variada, organizada, lindamente diagramada… para os amantes de histórias de aventuras, é um prato cheio. O cuidado com cada página, as brincadeiras gráficas, as estampas divertidas… em suma, o  livro como um todo é convidativo.
download (5).jpeg

Continuar lendo “Eu amo viajar” – 50 histórias de quem ama explorar o Brasil e o mundo

O Guia do mochileiro: Um roteiro pela Bolívia e Peru –  Alice Watson

O Guia do mochileiro: Um roteiro pela Bolívia e Peru –  Alice Watson

Livros, filmes e sites nos ajudam muito a planejar nossas viagens. “O guia do mochileiro” é um dos livros que achamos mais completos sobre como fazer um mochilão no Peru e na Bolívia, e conta as aventuras da mochileira Alice Watson, que dá dicas e aponta as furadas a serem evitadas. No entanto, o mais legal dessa obra é o quanto ela consegue contar brevemente a história desses países, mas nos fazendo refletir bastante sobre nossos preconceitos em relação aos países da América do Sul. Quando começamos a pensar em viajar, a Bolívia passava longe dos nossos planos, por exemplo… e é um país pelo qual nos apaixonamos e queremos voltar! Fica aí a dica de leitura! #dandoumalida

Livre (Cheryl Strayed)

Livre (Cheryl Strayed)

Tanto o livro quanto o recente filme (e trilha sonora) da obra “Livre” são muito interessantes para aqueles que gostam de viajar mochilando. Apesar de o tema principal da obra, de certo modo, ser os conflitos pessoais da personagem, é muito legal ver como ela consegue superar difíceis traumas ao fazer uma trilha! (e não, não é autoajuda).

Continuar lendo Livre (Cheryl Strayed)

Lago Titicaca

Lago Titicaca, o lago navegável mais alto do mundo!

Seguem algumas imagens que fizemos quando navegamos pelo Lago Titicaca (fronteira entre Bolívia e Peru), no trajeto entre Copacabana e a Isla del Sol. É considerado, em volume d’água o maior lago da América do Sul.

Seu nome Titiqaqa vem do quéchua, um dentre muitíssimos outros dialetos e idiomas falados na região, assim como o aymara, porém não se tem uma tradução exata deste termo. Utilizando os significados no aimará e quíchua chegou-se a uma expressão próxima de “Pedra do Puma”.

Continuar lendo Lago Titicaca