Arquivo da categoria: Vídeos

Cidade do México (CDMX)

Com quase 9 milhões de habitantes, podemos dizer que CDMX é a São Paulo do México, com suas diferenças, semelhanças, problemas e riquezas culturais. Vir pra cá e se embrenhar em suas ruas e museus é conhecer um pouco do estilo mexicano de viver a cidade, com a vida cosmopolita já bem distante da realidade costeira de Quintana Roo. E aqui vamos nós com as dicas, fotos e relato de como viemos parar aqui.

DSC_0282

Continuar lendo Cidade do México (CDMX)

Anúncios

Vídeos: Uma Casa no Ar – Colômbia

Fomos os primeiros brasileiros a irem na Casa en el Aire, na região de Abejorral, próximo a Medellín na Colômbia! Um lugar sem dúvidas especial e que hoje você consegue encontrar algumas informações a mais na internet (quando fomos, foi um baita achado da Carina!) pois só havia informações em espanhol de um jeito bem difícil de achar. Gravamos aqui dois vídeos simultâneos: Tück falando de cima da rede e Carina falando dentro da casa. Talvez seja a melhor forma de entender melhor esse lugar!!!

A completa de como fomos, quanto pagamos e como foi por lá você encontra aqui: Uma casa no ar – Colômbia – Se você estiver indo pra Colômbia pode conseguir algumas dicas também aqui no nosso Mochilão Colômbia

  •  Carina no interior da casa…

  • Tück nas alturas…

Obs: o Alemão é o Aleksander que chegou no Alasca no final de 2017 ;)!

Templo Zulai – São Paulo

Eu queria viajar para o Oriente… mas só tenho 3 reais.

Se não dá para ir até a China, dá para conhecer um pouco da cultura budista chinesa na cidade de Cotia (meia hora de São Paulo), e sem se preocupar com o transporte! Todos os domingos sai um ônibus, às 8h30, para o Templo Zu Lai, da rua Dr. Rodrigo Silva, ao lado da loja Ikesaki, próximo a Estação Liberdade do Metrô. A volta também é de graça, por volta das 16h.

Continuar lendo Templo Zulai – São Paulo

Paracas

Um lugar de paisagens desérticas e costeiras, com mistérios como o desenho do Candelabro (formação semelhante à das linhas de Nazca), belezas naturais como a Catetral (formação geológica), praias e todo o Parque Nacional de Paracas, que abrange ainda um museu com informações sobre a geologia, a história e a biodiversidade.

IMG_3400-ANIMATION.gif

Continuar lendo Paracas

Infinita Highway na Bolívia

Existe aquela canção de Humberto Gessinger que fala sobre uma Infinita Highway… mas obviamente que todo mundo imagina algo diferente quando a escuta. Foi quando passamos nesse lugar por 4 dias dentro de um 4×4 que eu tive a sensação do que viria a ser uma infinita highway de verdade!

Continuar lendo Infinita Highway na Bolívia

Deserto do Atacama

Pôr-do-sol no deserto mais seco do mundo: o Atacama no Chile. Acredite, nós amamos ele! A gente sabe que sol tem todo dia, mas é tão indispensável como comer, beber e outras necessidades… assim, ver o pôr-do-sol é uma ótima maneira de tornar um lugar, um momento ou uma pessoa especial!

Neste caso, na nossa frente, onde o sol se despedia, estava o imenso Deserto do Atacama e atrás o Salar do Atacama com o Vulcão Licancabur ao fundo.

Laguna do Vulcão Quilotoa

Conhece algum ônibus circular que te leva para a cratera de um vulcão de 3km de diâmetro com um baita lago dentro?

Nós voltávamos de Baños, no leste do Equador, e pegamos um transporte até a cidade de Latacunga, para de lá tomarmos um ônibus circular bem simples que viaja por uma estrada maravilhosa e perigosamente estreita, circundando grandes montanhas até chegar à comunidade de Zumbahua. De lá percorremos mais alguns km e descemos na comunidade próxima do vulcão extinto junto com crianças que voltavam da escola.

Continuar lendo Laguna do Vulcão Quilotoa

Hostel na Isla del Sol

Muita gente nos pergunta como são os lugares onde ficamos… Pra começar, existem vários perfis de mochileiros, turistas e viajantes. No nosso caso não temos vergonha alguma de dizer que evitamos ao máximo gastar dinheiro com estadia e comidas caras. Um bom hostel para nós deve ter: cama, banheiro (privado ou não) e um chuveiro (com água quente é bom, mas às vezes impossível de conseguir, dependendo do lugar). Mas é óbvio que quando temos a oportunidade ter algum outro tipo de conforto também é bem-vindo, só não queremos gastar muito nisso.

“Canción y Huayño” no charango Boliviano

Uma história muito engraçada aconteceu envolvendo o charango (instrumento de boliviano) quando saíamos de El Alto (Bolívia) para Iquique (Chile): na rotineira averiguação de malas no aeroporto me defrontei com um militar boliviano. A Carina passou facilmente, mas eu fiquei retido para que ele visse minhas coisas e quando viu o charango começou a falar que eu podia ir adiante, mas que o charango ficaria. Fiquei com uma cara de “ué, o que houve?”… e ele tirou da capa, começou a rir com o outro militar e disse que estava desafinado. De ouvido afinou e deu uma curta tocada. Eu fiquei rindo e sem acreditar que ele confiscaria meu instrumento recém-conquistado. Perguntou se eu falava espanhol e coisas do tipo e a conversa caminhou um pouco até que ele resolveu deixar o charango viajar pro Brasil comigo hahaha… Até hoje me pergunto se ele tinha um nível avançadíssimo de ironia e sarcasmo ou se era apenas um brincalhão de farda… O que vocês acham? E tem mais…

Continuar lendo “Canción y Huayño” no charango Boliviano