Infinita Highway na Bolívia

Existe aquela canção de Humberto Gessinger que fala sobre uma Infinita Highway… mas obviamente que todo mundo imagina algo diferente quando a escuta. Foi quando passamos nesse lugar por 4 dias dentro de um 4×4 que eu tive a sensação do que viria a ser uma infinita highway de verdade!

A fronteira do Chile com a Bolívia é um lugar bem maluco no que diz respeito à mudança de paisagens de uma hora pra outra. E atravessar de carro isso tudo é algo ainda mais surreal! Não por acaso, um dos lugares recebe o nome do gênio do surrealismo: Deserto Salvador Dalí, em referência aos lugares que ele retratava em suas pinturas de relógios derretidos. Em muitos lugares não há pista alguma, talvez o rastro do carro que passou outrora, talvez nem isso… Saímos de uma lagoa com um vulcão (Laguna Verde e o Licancabur) e uma hora depois estávamos no Deserto Salvador Dalí, onde cada carro faz seu próprio rumo (e sem GPS). Depois uma série de paredões de pedra que parecem lava derretida no meio do deserto, vimos a árvore de pedra, várias e várias lagunas em meio a paisagens de vulcões que nos parecem levar ao Cretáceo, uma vastidão de rochas até o primeiro povoado e, por fim, um imenso deserto de sal em Uyuni. E tudo isso coberto pelo céu mais azul que já vimos na vida! É inacreditável e a sensação de liberdade é realmente única.

Uma consideração sobre “Infinita Highway na Bolívia”

E aí, o que achou? Diz pra gente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s