“7 Días en la Habana”

7 días en la Habana – Um filme antiturístico para Cuba

Sinopse: Cada episódio acontece num dia da semana, e segue a rotina de vida das suas personagens. Sete realizadores (um cubano e seis de outros países) partilham um mesmo propósito: capturar o que seria a essência cubana.

Resenha: Apesar da proposta inicial do filme ser fugir do clichê cubano, eles estão todos lá: o cachimbo, o rum, a rumba, as mulheres fogosas, os discursos de Fidel. Se o enredo ganha em algo, é por apresentar traços inéditos (para os leigos) do país: sua religiosidade mestiça, sua religião, sua subversão, o eterno desejo de fuga de seus habitantes.

Dentre as sete histórias, as duas últimas são interessantes (correspondentes ao sábado e ao domingo na sequência temporal da película). O restante dos dias, assim como na semana, é tedioso. No geral, o filme serve como antiturismo: perdem-se “todas las ganas” de conhecer Cuba.

#cin&mochila

Anúncios

E aí, o que achou? Diz pra gente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s