Chichén Itzá – México

Hora de conhecer melhor um dos patrimônios mundiais, considerado desde 2007 uma das 7 Novas Maravilhas do Mundo. A mais famosa ruína Maya se encontra na península de Yucatán, próximo das cidades de Valladolid e Mérida, porém a grande maioria dos turistas que vai para lá sai dos resorts de Cancún. Descubra por que vale a pena fugir dessa rota e partir diretamente de Valladolid!

img_1217

Onde fica e o que é?

Chichén Itzá fica entre as cidades de Mérida e Valladolid (saindo de uma delas você levará cerca de 1h). Saindo de Cancún ou Playa del Carmen a viagem será bem mais longa (cerca de 4h) e obviamente mais cara.

São ruínas do período Clássico Maya, tendo em algumas das suas construções influências toltecas. Sua grandiosidade e o tamanho do sítio arqueológico impressionam muito (assim como a quantidade de gente em alguns dias). É a ruína Maya mais famosa de toda a região de Yucatán.

Como ir?

Você pode conseguir pacotes em Playa ou Cancún, mas nós viemos até Valladolid e pegamos um ônibus da ADO (principal empresa de ônibus), que sai de meia em meia hora. Pagamos MXN 33 a ida e o mesmo na volta (compre junto os dois boletos, já que a volta é em horário aberto, sendo o último para voltar às 16h30). Há a opção de ir do mesmo modo (pela ADO) saindo de Mérida (capital do estado de Yucatán).

Quanto custa?

Se você for estrangeiro, pagará próximo de MXN 242 na entrada (uma parte maior é de imposto e a outra é a entrada mesmo), podendo ser em dinheiro ou cartão. Lá dentro as coisas costumam ser mais caras, então leve água (muita) e algo para comer, comprado antes em algum lugar barato. Os artesanatos estão aos montes por lá também, mas não serão os melhores preços. Você encontra coisa bem mais barata em Ek’ Balam, por exemplo. E não se esqueça: pechinche!!! Eles são treinados na arte da pechincha e baixam muito o valor se você forçar. Teve até um que nos disse ao saber que éramos brasileiros: “Mais barato que na 25 de março!”.

Dicas!

  • Leve protetor solar, água, coisas para comer, além de boné ou sombrinha, já que o sol costuma castigar. É comum chover depois do almoço também.
  • Vá o mais cedo possível, porque depois do almoço é bem cheio de excursões vindas de Cancún e região (é longe, por isso elas chegam por volta das 11h lá).
  • Vá sabendo que não poderá subir nas pirâmides ou qualquer outra construção. Caminhará pela grama o tempo todo (plano), mas não poderá subir, pois depois de muito vandalismo a passagem foi proibida (há outras ruínas que ainda o permitem, como Ek’ Balam).
  • Se for ficar apenas na região de Cancún e Playa, considere sim comprar as lembrancinhas de viagem em Chichén. É preciso pechinchar, mas ainda é mais barato do que comprar nas cidades turísticas de praia.

Uma consideração sobre “Chichén Itzá – México”

E aí, o que achou? Diz pra gente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s